11 de setembro de 2009

ESPINHOS

´
Dias atrás, convidada por amigas queridas, em um raro momento de folga fomos caminhar em um parque muito bonito com nossos filhos. O dia ensolarado fez com que muitas pessoas saíssem de suas casas com o mesmo objetivo.

Muito calor! Muita gente! Depois de andarmos bastante, avistamos uma parte do parque cheia de grandes árvores  que ofereciam uma espécie de oásis, sem sol, sem calor e com bancos para sentar. Tudo o que precisávamos naquele momento. Não hesitamos em procurar um banco vazio e fomos ao encontro de um raro achado dentro de um parque lotado. Atravessando a grama para me sentar no banco, apoiei meu braço em uma árvore gigantesca, quando minha mão foi ferida pelo espinho da árvore.

Com a mão machucada, muito dolorida, rápidamente olhei para árvore que estava apreciando e pensei: como pode? Fiquei indignada em constatar que plantaram uma árvore daquela em um parque visitado por inúmeras crianças... Foi então, que comentei com as amigas sobre a minha indignação. Uma dessas amigas, calma, serena e tranqüila olhou para a árvore explicando que dos espinhos dela, em determinada época do ano, nasciam lindas flores. A serenidade dessa amiga ao fazer a descrição de uma árvore que há pouco havia me machucado, chamou a minha atenção. Seu jeito simples e meigo de falar me fez lembrar do Senhor Jesus escrevendo sobre a areia enquanto muitas pessoas estavam revoltadas pelo erro cometido por uma mulher. Tinham a intenção de apedrejá-la por isso. Mas, Manso e Suave, o Senhor Jesus disse que aquele que não tivesse pecado atirasse a primeira pedra. Todos imediatamente ficaram imóveis diante daquela Palavra. Retiraram-se sem poder julgar aquela mulher, pois quem não erra?

O Senhor Jesus enxergou além dos erros daquela mulher. Ele viu que o que aparentemente era feio e provávelmente machucou muitas pessoas, poderia florescer.Sim, dos espinhos podem nascer lindas flores. Quantas vezes vemos algo que admiramos de longe e quando nos aproximamos, somos repelidos por  um espinho que nos machuca,  feridos nos afastamos com receio de  nos machucarmos novamente, sem antes procurarmos saber o que existe por trás dos espinhos. Você poderá se surpreender com a beleza que existe por trás dos espinhos que por vezes podem ferir, mas, em um momento especial de sua vida poderão oferecer um jardim,  repleto de lindas flores para o seu coração.









Sobre as águas,
Isis Regina


4 comentários:

  1. linda essa mensagem eu mesmo ja passei por uma experiência assim, é preciso olhar além , com bons olhos.
    Deus abençõe.

    ResponderExcluir
  2. lindo o que foi escrito e a forma com que foi deito o desfecho ,,,falou lindo...

    ResponderExcluir
  3. É uma experiência maravilhosa!Na verdade serve para todos nós. Realmente dos espinhos podem nascer lindas flores! Suas mensagens tem me abençoado muito. Que Deus continue lhe usando para que todas mensagens colocadas aqui nesse blog, possa estar tocando de uma forma especial em nossoa corações e abençondo muito mais vidas!

    ResponderExcluir
  4. Verdade...
    Isis amo qdo vc nos conta suas experièncias...
    Tem etapas das nossas vidas que os espinhos são inevitáveis,porém,depois das "tormentas espinhosas",com elas,tiramos um enorme aprendizado e o silêncio desta preparação dolorosa a cada dia.
    O jardineiro perdoa as suas roseiras,pois sabem identificar a ausência das flores.E quem quiser levar rosas para sua vida,saberá que com elas virão inúmeros espinhos...

    ResponderExcluir

Compartilhe o que você achou dessa postagem: