20 de junho de 2011

AS ASAS DO PERDÃO

Tente imaginar por alguns instantes que você é um pássaro que ama voar, ver do alto a beleza de tudo o que Deus fez. Tanta alegria te fazem cantar ao amanhecer e sempre. Então, em um de seus vôos, você não consegue resistir a uma forte tempestade e cai ferido.
Por esse ferimento você fica impedido de voar, e é colado em uma gaiola até que possa sarar. Na gaiola se sente muito triste pelos seus ferimentos e sua recuperação  não acontece prontamente. Seus ferimentos te deixam á lamentar pela maneira que agora tem que viver devido aos ferimentos, assim o tempo vai passando, fazendo-o acreditar que nunca mais conseguirá voar. O céu, por onde passeava livremente, agora você contempla atrás das grades de uma gaiola.
Da mesma forma, quando estamos feridos, ficamos presos, confinados á uma vida cheia de limites. E tudo o que se consegue é ficar como gatos, girando em volta de si mesmo. Quando o perdão acontece, os ferimentos são sarados e há uma libertação desses sentimentos que são como gaiolas,  limitam a vida daqueles que são por eles aprisionados.

Perdoar é voar alto. Quando se está na altura, a visão muda, pois consegue-se enxegar da imensidão do céu que os gigantes aqui na terram são inexistentes quando vistos do alto.

A força do perdão...



Perdoar é deixar de escravo de si mesmo para tornar-se servo do Senhor Jesus.

Um comentário:

  1. EH VERDADE AMIGA DEPENDENDO DO ANGULO NÃO CONSEGUIMOS VER NADA POR ISSO QUE TEM UM DITADO Q DIZ: QUEM ESTÁ DE FORA VER MELHOR...

    NO ÓDIO E NA REVOLTA CONTRA TODO O MAL...

    ResponderExcluir

Compartilhe o que você achou dessa postagem: